COMO POTENCIALIZAR NEGÓCIOS EM UMA CADEIA PRODUTIVA EM 3 PASSOS

Uma cadeia produtiva poder ser uma super potência quando consideramos a capacidade de geração de negócios e fortalecimento de um setor ou região produtiva.

Dentro das cadeias produtivas há demandas reprimidas e muitas ainda não identificadas, por isso, é muito importante identificá-las e desenvolvê-las.

Este artigo não tem como aprofundar nas estratégias sobre o tema, mas tem a ambição de gerar um despertar sobre as possibilidades desta iniciativa.

Quer saber como promover negócios em uma cadeia produtiva? Então você está no lugar certo. veja como ...

Passo 1 – Mapeamento da cadeia produtiva

Tendo em vista que não podemos gerenciar aquilo que não conhecemos e tão pouco influenciar a sua atuação, o primeiro e mais importante passo é mapear a cadeia produtiva e compreender as suas características.

Na hipótese simulada neste artigo, para segmentar, vamos considerar que a cadeia a ser mapeada é municipal e industrial. Onde o objetivo principal é realizar um diagnóstico do potencial industrial e identificar:

  • Os perfis empresariais que compõem a cadeia
  • O stakeholders, tais como: associações, poder público instituições de suporte estrutural e financeiro, comunidade, entre outros.
  • O fluxo das relações e os possíveis gaps

Passo 2 – Desenvolver um plano de desenvolvimento econômico

Um plano de ação envolvendo as lideranças mapeadas dentro da cadeia e os stakeholders, deverá ser criado para identificar e conciliar interesses comerciais. Além claro, de levantar demandas não atendidas ou atendidas com falhas. Demandas reprimidas ou planejadas para o futuro. Isso poderá ser feito por meio de:

  • Oficinas de integração e networking
  • Formação de grupos de trabalhos divididos por setores econômicos

Concluído o plano este deve mostrar quais são os principais gargalos do processo produtivo da cadeia mapeada, bem como, apontar demandas de curto e médio prazo que poderão ser promovidas pelos grupos envolvidos.

Leia também: Como se preparar para uma Rodada de Negócios

Passo 3 – Promoção de negócios

É nesta etapa que a brincadeira começa.

Imagino que você pode estar pensando, mas os negócios já acontecem de forma orgânica em uma cadeia produtiva, uma vez que cada elo existe para atender uma demanda intrínseca no fluxo produtivo. Não necessariamente.

– Desenvolvimento da cadeia produtiva

Quando você enxerga a cadeia produtiva como uma rede, é possível estabelecer estratégias de atuação conjunta que beneficiam grupos empresariais ao invés de beneficiar somente um ou dois elos da cadeia.

Exemplo:

– O desenvolvimento de ações de treinamentos conjuntos, certificação de qualidade, assistência técnica, desenvolvimento conjunto de produtos e investimentos em ativos compartilhados pode fomentar oportunidades de negócios.

Como?

A atualização da oferta de produtos e serviços e a inclusão de outras soluções no portfólio pode resultar no atendimento de demandas que antes não eram atendidas e tinham que ser contratadas fora do município ou polo industrial, enfraquecendo a cadeia.

– Fortalecimento da cadeia produtiva por meio da realização de Sessões de Negócios

Após identificar o perfil das empresas pertencentes da cadeia e seus stakeholders é possível conectá-los e motivá-los a apresentar demandas e ofertas em busca de um match.

Aff! Mas o que match?

É quando a fome encontra a vontade de comer em um banquete de possibilidades.

Esse banquete de possibilidades pode ser direcionado por mediadores durante a realização de uma Sessão de Negócios. O objetivo desse tipo de evento é proporcionar o encontro de interesses comerciais de forma dinâmica em um ambiente de negócios construído para proporcionar o match.

Através do uso de um software desenvolvido para facilitar o encontro de interesses comerciais, as empresas convidadas e inscritas são combinadas e distribuídas no ambiente por uma lógica aritmética.

Na prática a Sessão de Negócios ocorre em dois momentos distintos, onde no primeiro o foco é conhecer e fazer match com as empresas que interessam e no segundo é aprofundar a “paquera” realizando mini reuniões onde de fato a negociação tem início, veja:

1° momento – as sessões

Cada participante receberá uma agenda que indicara em quais mesas ele deverá estar em cada uma das sessões.

Imaginemos que um grupo de 50 empresas será distribuído pelo software em 10 mesas de 5 pessoas.

Ao iniciar a SESSÃO Nº 1,  cada participante terá um tempo cronometrado para falar basicamente sobre o que faz, o que tem a oferecer e seus interesses de compra. Ou seja, o que tem pra vender e o que deseja comprar.

Se a empresa for bem preparada e criativa pode levar também informações sobre o seu interesse em parcerias.

Após todos falarem entre si, o mediador presente em cada mesa orientará o participante a seguir para a próxima mesa indicada na agenda iniciando assim a SESSÃO Nº 2. Isso ocorrerá até que o maior número de interações ocorra dentro da sessão, onde na verdade ocorrerão várias sessões.

Mas é só isso?

Não! No momento em que os participantes estiverem em uma dessas mesas ela deverá avaliar a apresentação dos demais e selecionar aqueles que interessam a sua empresa.

2º momento – as reuniões

Após o fim das sessões a orientação é que o participante olhe o seu cartão de seleção e realize pequenas reuniões com as empresas selecionadas, iniciando assim a negociação.

Você nem imagina como esse momento é rico.

É como jogar pólvora no fogo, ou seja, este tipo de evento multiplica a realização de negócios. Isso só acontece porque muitas vezes as empresas atuam centradas na sua atuação e focadas em atender o próximo elo da cadeia, ficam com um olhar viciado e deixam de ver as inúmeras oportunidades que surgem em toda a cadeia e tantas outras que estão muitas vezes sendo impulsionadas pelos stakeholders envolvidos.

Por fim, sugiro que monitore e dê suporte ao pós evento, quando os negócios de fato são concretizados. Contabilize os resultados e apresente posteriormente o volume de negócios realizados na ação.

Espero te conseguido demonstrar com estes três passos que é possível identificar, fortalecer e promover negócios em uma cadeia produtiva. Se você ficou com alguma dúvida, informe nos comentários que teremos o prazer em responder.

Agora uma última provocação. Você já imaginou quantas oportunidades estão sendo desperdiçadas neste exato momento nas milhares de cadeias produtivas existentes Brasil a fora?

Bons negócios!

Leia também: O que é uma Sessão de Negócios

Talvez você também goste de saber Como fazer um pitch sensacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *