EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS NOS EUA – Donald Trump: do “controle absoluto” ao caos

A epidemia de Coronavírus nos EUA parece enredo de filme americano, daqueles que uma ameaça alienígena surge para acabar com o planeta terra.

Só que desta vez o EUA está protagonizando uma tragédia não fictícia, inclusive a realidade é dura e cruel.

Acreditando que estavam preparados para derrotar este inimigo, Donald Trump o subestimou.

O coronavírus não pode ser eliminado pelo poderoso e incomparável arsenal bélico do EUA, também não pode ser detido pela força do dinheiro. O combate depende exclusivamente de medidas radicais de isolamento social, fortalecimento do sistema de saúde e um rápido e eficiente suporte econômico.

EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS NOS EUA – A chegada

No dia 22 de Janeiro, quando a China se preparava para pôr em quarentena os 11 milhões de habitantes da cidade de Wuhan, onde tinham surgido os primeiros casos do novo coronavírus, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, garantia aos cidadãos norte-americanos que a situação estava “totalmente sob controlo”. Um dia antes, as autoridades de saúde pública tinham confirmado o primeiro caso de covid-19 no país, no estado de Washington.

Epidemia de Coronavírus nos EUA - Veja em uma LINHA DO TEMPO, como a epidemia de coronavírus nos EUA foi do "tudo controlado" ao mais absoluto caos. Subestimar o virus pode ter custado vidas

EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS NOS EUA – “Tudo sob controle”

A partir daqui nos limitamos a apresentar uma linha do tempo

21/01 – é detectado o primeiro caso de covid-19 no EUA

No início era o “embuste”. Uma estratégia dos inimigos para o “fragilizarem”. Convencido das suas certezas, o Presidente dos Estados Unidos pediu “calma”.

“Esta coisa irá passar com o bom tempo. Como um milagre”, disse Donald Trump.

02/02 – Está proibida a entrada nos aeroportos Americanos de estrangeiros que haviam visitado a China nos últimos 14 dias

10/02 – À medida que o calor chegar. Desaparecerá em abril (11 casos confirmados)

26/02 – Trump diz que vacina para novo coronavírus virá ‘rapidamente’ e que risco aos EUA ainda é baixo

No entanto, segundo a emissora Fox News, o chefe do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, Anthony Fauci, disse que uma vacina contra o novo coronavírus só poderia entrar em aplicação após um ano ou um ano e meio.

29/02 – EUA confirma a primeira morte por coronavírus

10/03 – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou algumas medidas econômicas para tentar conter os danos causados pela propagação do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Entre as propostas apresentadas, está o corte de impostos na folha de pagamentos, uma ajuda financeira para aqueles que têm contratos de trabalho com pagamento por hora (em caso de contaminação), além de incentivos para a indústria do turismo (companhias aéreas, cruzeiros e rede hoteleira), diretamente afetada por cancelamentos e reduções de viagens.

O presidente afirmou que não tinha visto memorandos escritos pelo conselheiro comercial da Casa Branca Peter Navarro alertando sobre os riscos do coronavírus.

Navarro, conhecido pelo posicionamento linha dura em relação à China, enviou um comunicado no final de janeiro alertando que o novo coronavírus poderia criar uma pandemia e pediu uma proibição de viagem para a China, segundo noticiou o jornal New York Times. Um segundo memorando, escrito no final de fevereiro e enviado ao presidente, disse que a doença poderia matar até 2 milhões de norte-americanos.

12/03 – Está proibida a entrada de qualquer voo vindo da Europa

EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS NOS EUA – Emergência Nacional

Epidemia de Coronavírus nos EUA - Veja em uma LINHA DO TEMPO, como a epidemia de coronavírus nos EUA foi do "tudo controlado" ao mais absoluto caos. Subestimar o virus pode ter custado vidas

13/03 – Os Estados Unidos declararam estado de emergência nacional

A medida, que pode ser aplicada somente por presidentes, permite ao Executivo usar US$ 50 bilhões (cerca de R$ 242 bilhões) alocados para combater a pandemia.

O vírus não terá chance contra nós, disse Trump

Ao subestimar a ameaça, Presidente impediu que vidas fossem salvas, denunciam fontes ligadas à Administração

18/03 – EUA vão oferecer cheques para as famílias consumirem

A Casa Branca prepara-se para lançar um pacote de apoio à economia de um bilião de dólares, com metade deste valor destinado ao envio, em duas ocasiões nos próximos meses, de cheques a cada família americana, numa tentativa de estimular o consumo e contrariar os efeitos recessivos cada vez mais evidentes na economia.

24/03 – Com metade com país em isolamento, o presidente promete pôr fim às medidas de isolamento por conta do coronavírus até a Páscoa

25/03 – “Abriremos em breve”

26/03 – Trump muda radicalmente o discurso sobre coronavírus

Temos um acordo bipartidário sobre o maior pacote de resgate da história americana“, disse o líder democrata no Senado, Chuck Schumer. Hoje, os EUA têm mais de 60 mil infectados e registra 827 mortes

30/03 – “Já estamos no caminho da recuperação

31/03 – Trump alerta americanos que próximas duas semanas serão muito difíceis

“Eu quero que todo americano esteja preparado para os dias difíceis que vêm pela frente”, afirmou.

03/04 – Com mais de 245 mil casos, se tornaram novo epicentro da pandemia de covid-19

EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS NOS EUA – A tragédia anunciada

Epidemia de Coronavírus nos EUA - Veja em uma LINHA DO TEMPO, como a epidemia de coronavírus nos EUA foi do "tudo controlado" ao mais absoluto caos. Subestimar o virus pode ter custado vidas
Drone pictures show bodies being buried on New York’s Hart Island where the department of corrections is dealing with more burials overall, amid the coronavirus disease (COVID-19) outbreak in New York City, U.S., April 9, 2020. REUTERS/Lucas Jackson TPX IMAGES OF THE DAY

03/04 – EUA são acusados de desviar equipamentos médicos com destino ao Brasil, Alemanha e França

Donald Trump, recorreu a uma lei da época da Guerra da Coreia, em 1950, para oficializar uma política de desvio de equipamentos médicos usados no combate ao coronavírus que tinham como destino o Brasil, a França e a Alemanha.

06/04 – EUA Atinge 347 mil casos e contabiliza mais de 10 mil mortos

07/04 – Trump diz que EUA podem estar chegando ao topo de curva de contaminação do coronavírus

Trump redobrou suas críticas sobre como a Organização Mundial de Saúde tem lidado com o vírus e disse que os Estados Unidos vão suspender seu financiamento à organização.

“Queremos abrir em breve, é por isso que eu acredito que talvez estejamos chegando ao topo da curva”, disse Trump.

09/04 – Covid-19: em três semanas EUA somam 16,8 milhões de desempregados

É como se “a economia como um todo tivesse caído de forma súbita num buraco negro”, afirmou a este diário Kathy Bostjancic, economista-chefe da Oxford Economics nos Estado Unidos.

Reserva Federal norte-americana (Fed) afirmou que iria, dentro de um novo pacote de apoios de 2,3 biliões de dólares (cerca de 2,1 biliões de euros ao câmbio actual) para a economia e comprar obrigações municipais no mercado (500 mil milhões de dólares), alargando assim o universo dos estímulos.

Se você tem um pequeno negócios e foi surpreendido pela epidemia de coronavírus e não sabe o que fazer. Então nós podemos te ajudar.

10/04 – Coronavírus: EUA registaram 1.783 mortes em apenas 24 horas

O país tem mais de 460.000 pessoas infetadas, de acordo com a universidade norte-americana, que atualiza continuamente os dados.

11/04 – Os Estados Unidos da América tornaram-se hoje no país com mais mortos por covid-19. Se há um mês Donald Trump desvalorizava a epidemia equiparando-a a uma gripe comum, agora ele busca culpados

Um país gigante com uma desgraça gigante

Os números absolutos impressionam, mas é preciso ter em conta que vivem nos Estados Unidos 331 milhões de pessoas, cinco vezes mais do que em Itália e sete vezes mais do que em Espanha.

14/04 – Número de mortes por coronavírus nos EUA dobra em uma semana e supera 25 mil, segundo contagem da Reuters

As mortes registradas nos Estados Unidos em decorrência do novo coronavírus chegaram a 25 mil nesta, dobrando em uma semana

15/04 – Presidente acusou Organização Mundial de Saúde de ‘severa má administração e encobrimento da disseminação do coronavírus’.

EPIDEMIA DE CORONAVÍRUS NOS EUA – Os culpados

Epidemia de Coronavírus nos EUA - Veja em uma LINHA DO TEMPO, como a epidemia de coronavírus nos EUA foi do "tudo controlado" ao mais absoluto caos. Subestimar o virus pode ter custado vidas

Utilizando-se de uma narrativa muito utilizada no seu governo, Donal Trump aponta culpados.

Ao culpar a China pela propagação da doença e a expressão “vírus chinês” , corrobora com pensamentos xenofóbicos e alimentam a discriminação.

Em busca de culpados o presidente dos Estados Unidos também apontou o dedo para a OMS e inclusive ameaçou suspender o repasse de recursos a instituição. Sendo ele, a OMS ficou muito tempo focada na China e demorou a emitir uma alerta para o mundo, prejudicando fortemente os países mais populosos.

Segundo Trump, eles “perderam a oportunidade. Eles poderiam ter alertado meses antes”.

É óbvio que este não é o momento de se buscar culpados pela tragédia, pois isso é manter o olhar sobre o problema, quando se deveria focar na solução. A impressão é que Trump busca minimizar a sua dificuldade em lidar com a epidemia em seu país.

Gostou do artigo? Compartilhe, deixe a sua opinião.

Saiba agora mesmo como realizar vendas na internet utilizando as mídias sociais, whatsApp, blogs, etc.

Esta linha do tempo foi construída por Mara Mello por meio de pesquisa de relatos e fatos publicados em grandes jornais e revistas do Brasil e do Mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *